» O Foco d’ A Imagem da Paisagem

O foco d’ A Imagem da Paisagem (20 Outubro 2011):


Dormindo, sem Orçamento

A Imagem da Paisagem 328[Clique na imagem]

Nota | Posted on por

319 » DE PASSAGEM

Com a Nireblog a fechar as portas, a primeira fase d’ A Imagem da Paisagem – agora inserida nos Arquivos da Paisagem – termina aqui.
[Realce para o profissionalismo da Nireblog, que preparou todo o processo de exportação-importação dos seus blogues para a WordPress].

Tempo de passagem … para A Outra Margem!

Ponte pedestre no Jardim Botânico de Dublin - IrlandaUma ponte pedestre metálica sobre o Rio Leffey, no Jardim Botânico de Dublin (Irlanda).

.
Categoria: PARQUES E JARDINS

Publicado em PARQUES E JARDINS | Etiquetas , , , , , , , ,

318 » REPRODUZIR, COPIAR, FRAUDAR

A Litografia, usada extensivamente nos primórdios da imprensa moderna, desenvolveu-se a partir de finais do século XVIII, como processo de cópia que permitia a reprodução de textos e imagens com relativa celeridade (para os padrões da época).
.

Pedra litográfica no Núcleo Museológico da Indústria Conserveira - Vila Real de Santo António, PortugalImagem de uma pedra litográfica (calcária) pertencente ao espólio do Núcleo Museológico
da Indústria Conserveira – Arquivo Histórico Municipal de Vila Real de Santo António.

.

Hoje em dia, existe contudo um processo de cópia muitíssimo mais fácil e rápido:
Bastam dois cliques com o botão do rato e eis que alguns postais d’ A Imagem da Paisagem – incluindo textos e imagens – aparecem reproduzidos ipsis verbis noutros sítios, sem referências ou com referências deficientes, nalguns casos até (pasme-se!) arvorando direitos de autor dos (anónimos) respectivos copiadores!

Exemplos conhecidos de postais que daqui foram levados pela calada:

Um tema para desenvolver proximamente e em pormenor…
.

DESENVOLVIMENTO:
28 Setembro 2011A Arriba Fóssil da Costa de Caparica, em Caparica e Oportunismo.
14 Outubro 2011Um Loureiro em Flor, em Coroa sem Louros.
19 Outubro 2011A Mata Nacional dos Medos, em Dos Medos ou do Rei.
.

Categoria: PARA VER DE PERTO

Publicado em PARA VER DE PERTO | Etiquetas , , , , , , , , , ,

317 » UMA HISTÓRIA DE SOBREIROS XV – CONCLUSÃO

O que se pode concluir é que é muito complicado fazer crescer sobreirinhos em vulgares vasos de florista.
Não é por acaso que os viveiros florestais usam «vasos» especiais para este tipo de cultura!

De facto, e com os primeiros dias mais quentes da Primavera, o segundo jovem sobreiro (com pouco mais de três anos e cerca de 40 centímetros de altura) também não resistiu e acabou por secar completamente…

.
Sobreiro (Quercus suber) 2 - 32 meses - Cascais, Portugal .Sobreiro (Quercus suber) 2 - 39 meses - Cascais, PortugalQuercus suber, família Fagaceae, em Cascais.

Mas, ao contrário do que aconteceu no Verão de 2009, desta vez não voltou a rebentar – tal como aliás tinha já sucedido com o primeiro, no Verão de 2008

Assim, estas árvorezitas necessitam de maior profundidade de solo, ou seja, de vasos mais altos, para que as raízes se possam desenvolver em condições.
Por exemplo, nos viveiros florestais do Instituto Superior de Agronomia (Universidade Técnica de Lisboa), utiliza-se vasilhame tubular, como se observa na imagem abaixo:

Viveiro florestal do Instituto Superior de Agronomia - Lisboa, Portugal

.
Categoria: UMA HISTÓRIA DE SOBREIROS

Publicado em UMA HISTÓRIA DE SOBREIROS | Etiquetas , , , , , , , , , ,

316 » PORTA FECHADA

Ao fim de cinco anos de existência, a plataforma Nireblog encerra no próximo mês de Julho.
Na prática, isto quer dizer que A Imagem da Paisagem vai deixar de estar aqui

.
Porta de madeira numa casa centenária degradada - Tavira, Portugal

Pormenor do lintel de cantaria numa porta centenária - Tavira, PortugalImagens de uma antiga porta de madeira e do seu lintel de cantaria,
numa casa centenária degradada.

.

No âmbito dos blogues grátis, Nireblog foi uma plataforma sem paralelo, oferecendo inúmeras possibilidades de configuração e de personalização, mas mantendo simultaneamente uma grande simplicidade de administração.

É uma pena vê-la ir-se embora, não tanto pelo trabalho que nos exige em termos de exportação e adaptação do blogue a uma nova plataforma e a um modelo diferente, mas especialmente pelo conceito subjacente que desaparece.
Sinais dos tempos? Sem dúvida!

E ainda é de enaltecer a preocupação da Nireblog, ao fechar esta porta, de nos deixar uma outra Porta Aberta.
.

Categoria: PORTAS E JANELAS

Publicado em PORTAS E JANELAS | Etiquetas , , , , , , , , , , | 4 Comentários

315 » FLORBELA NO PARQUE

Uma interpretação de Florbela Espanca, esculpida por Francisco Simões, no Parque dos Poetas, em Oeiras.

.
Florbela Espanca, escultura de Francisco Simões, Parque dos Poetas - Oeiras, Portugal

Florbela Espanca no Parque dos Poetas - Oeiras, Portugal

Passo com alguma frequência junto ao Parque dos Poetas, mas nunca lá tinha entrado. Aqui há dias, finalmente proporcionou-se uma visita: e a visita foi muito breve!

A sensação que se tem é a de ter entrado num espaço caótico e labiríntico, desorganizado e sem estrutura…
Não apetece passear e nem sequer apetece estar!

Para se poder apreciar as esculturas, tem que se andar às voltas, de roda de umas «ilhas» vedadas com separadores metálicos e de uns «ilhéus» de pedras e calhaus…

É perturbante e confrangedor.
E é também um desperdício: um desperdício de homenagens (aos poetas portugueses), um desperdício de espaço (verde usufruível pelas pessoas), um desperdício de trabalho (a preparar, projectar e construir) e de dinheiro.
.

Categoria: O LUGAR DA ARTE

Publicado em O LUGAR DA ARTE | Etiquetas , , , , , , , ,

314 » ROSAS VERMELHAS

Maio é considerado tradicionalmente o mês das rosas, apesar de grande parte delas, na nossa latitude, estar já em plena floração em Abril.

Aqui em pormenor a floração de uma roseira de revestimento do solo (as chamadas ground covers: roseiras baixas, que formam maciços compactos), de um tom vermelho aveludado particularmente bonito – num jardim de Cascais.

.
Rosa vermelha, roseira de revestimento do solo - Cascais, Portugal

Rosa vermelha, detalhe - Cascais, Portugal

Muitas destas roseiras anãs de revestimento do solo (não confundir com as roseiras miniatura), que actualmente são cultivadas nos jardins, pertencem ao grupo Floribunda (com florações abundantes e muito prolongadas) e foram obtidas a partir do início do século XX, por cruzamentos sucessivos de híbridos de roseiras Polyantha, roseiras Chá e algumas roseiras bravas, incluindo espécies naturalmente anãs originárias da China.
.

EM PARALELO:
Uma rosa amarela, nas VERTICAIS de Maio e o Roseiral de La Grange.

Categoria: FLORA E VEGETAÇÃO

Publicado em FLORA E VEGETAÇÃO | Etiquetas , , , , , ,

313 » ANDORINHAS À CHUVA

Uma chuvada forte e persistente levou algumas Andorinhas-dos-beirais (Delichon urbica) a abrigar-se na moldura de uma janela … viradas para a parede!

.
Andorinhas-dos-beirais abrigadas da chuva - Cascais, Portugal
.

EM PARALELO:
Andorinhas no Ninho, As Andorinhas Foram-se Embora e Andorinha-das-Chaminés.

Categoria: NATURALMENTE

Publicado em NATURALMENTE | Etiquetas , ,

312 » PÁSCOA: ALELUIA

.
Céu com nuvens vermelhas - Cascais, Portugal

Céu com nuvens vermelhas (2) - Cascais, Portugal
.

Categoria: ATMOSFERAS

Publicado em ATMOSFERAS | Etiquetas , , , , ,

311 » DIA INTERNACIONAL DOS MONUMENTOS E SÍTIOS

Comemora-se hoje, 18 de Abril, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, este ano sob o tema Água: Cultura e Património – ou, na versão internacional, The Cultural Heritage of Water.

A Imagem da Paisagem !AP! 311 - Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Neste contexto, escolhi imagens de dois Monumentos Nacionais, dois exemplos que atestam a importância da presença e da gestão e conservação da água, em termos quer utilitários quer recreativos: o Palácio dos Marqueses de Fronteira, em Benfica (Lisboa), e a Quinta da Bacalhoa, em Vila Fresca de Azeitão (Setúbal).

.
Jardim do Palácio dos Marqueses de Fronteira - Lisboa, PortugalNos jardins do Palácio dos Marqueses de Fronteira, salientam-se os azulejos historiados e alegóricos, as grutas, fontes e produções escultóricas, … as escadas e balaustradas.
.

Jardim formal e pomar na Quinta da Bacalhoa - Azeitão, PortugalNa Quinta da Bacalhoa, destaque para o jardim formal em topiária de buxo (não é um labirinto, ao contrário do que está escrito na ficha do IGESPAR), cujo centro é marcado por uma fonte, a Casa de Fresco e o grande tanque.
.

Categoria: PARQUES E JARDINS

Publicado em PARQUES E JARDINS | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários